segunda-feira, 17 de março de 2008

Escolhas


Ahhh!

Como eu queria que todo o processo noivístico se resumisse a escolhas simples, como escolher o buquê!

O tempo passa muito rápido entre a escolha da data e o dia do casamento. Este contador aqui no blog me lembra todos os dias que a cada segundo, perdi um segundo para fazer escolhas. E noivar é escolher. Desde escolher casar e com quem casar, até escolher a sogra, o bolo, o padre, o buffet, os padrinhos, o vestido...

Costumo ser uma pessoa indecisa, e o exercício me tem feito um bem enorme. A nova maneira de escolher é: gostei, paro aqui, tá escolhido, e vamos para o próximo item que essa lista parece não ter fim.

Agora compreendo porque tem tanta gente que um ano antes já tem uma pasta com 1350 orçamentos de cada item. É como ir na C&A: você quer uma coisa, não acha exatamente o que quer acaba experimentando 5 ou 6 outras coisas que lhe cruzaram o caminho só porque não tem vendedor pra encher seu saco.

Isso é a parte boa dos fornecedores de casamento: acho que eles estão acostumados a lidar com noivas neuróticas, e nos poupam daquela encheção de saco "me contrate por favor".

Eu estou encontrando o que quero, e isso tem me feito uma noiva extremamente feliz!

3 comentários:

Mi disse...

Pausa antes de ler o resto...
"Como eu queria que todo o processo noivístico se resumisse a escolhas simples, como escolher o buquê!"

Quem disse q a escolha do buquê é simples? Estou com duas noivinhas à 1 mês de se casarem q só decidiram agora e com mto custo!
;)

Zezé disse...

Marla! Ói eu por aqui!

Nem me fale de escolher... vixe! E olhe que eu ainda tenho um longo ano pela frente!

Uma beijoca,

Zezé

Zezé disse...

Emmi (eu a-do-rei o "Emmibi"),
Se você não quiser comprar, eu te empresto, tá? Eu tenho uma biblioteca (praticamente) delas aqui em casa e se eu tiver o número que você quiser, é só gritar e vir aqui! ;D

beijocas!